Skip to content

Assessoria de Imprensa na era digital

29/10/2013

Assessoria de Imprensa na era digital

Marguerite Hoxie Sullivan, especialista em relações com a Mídia, escreveu o livro “Uma Assessoria de Imprensa Responsável na Era Digital”, que trata de assuntos ligados à mídia tradicional, bem como de questões e preocupações levantadas pelas mídias sociais e digitais. Na publicação, Marguerite, que ocupou cargos no governo americano, procura responder algumas perguntas. Confira abaixo um resumo das respostas.

Por que uma assessoria de imprensa e as regras mudaram?

Na era digital, as velhas regras de comunicação do governo ainda se aplicam. A necessidade de dizer a verdade com precisão e transparência é essencial para governos democráticos tanto ao lidar com as mídias sociais e digitais de hoje quanto ao trabalhar com a mídia tradicional.

A assessoria de imprensa na era da informação

Para ser um porta-voz eficiente, o secretário de Imprensa deve ter um relacionamento estreito de trabalho com a autoridade do governo para quem trabalha, seja o primeiro ministro, seja o presidente, um ministro, diretor regional ou prefeito.

A assessoria de imprensa em ação

A equipe das assessorias de imprensa é composta de diversas maneiras, mas todas devem estar estruturadas para serem disciplinadas, porém flexíveis, capazes de agir rapidamente e usar todos os tipos de comunicação com competência — mídia tradicional, internet e mídias sociais.

Plano estratégico e proativo de comunicação

A comunicação estratégica é um processo para definir e alcançar metas de comunicação de longo prazo.

Execução da campanha de mídia

Um esforço bem-sucedido de comunicação envolve a determinação de objetivos claros e mensuráveis e a elaboração de mensagens transmitidas de forma eficaz a públicos definidos, usando a mídia apropriada.

Ferramentas da assessoria de imprensa

Os comunicadores do governo — como regentes de uma orquestra — têm muitos instrumentos sob seu comando para criar mensagens harmoniosas e bem integradas.

Material escrito

A ferramenta escrita tradicional dos comunicadores de governo, o press release, é hoje incrementado com novas tecnologias que podem integrar recursos multimídia, como fotografias, vídeos, podcasts, feeds de RSS e outras ferramentas de bookmarking social.

Páginas na internet e mídias sociais

Páginas na internet, mídias sociais e tecnologia móvel têm grande potencial para intensificar a comunicação entre governos, jornalistas e cidadãos.

Coletivas de imprensa

As coletivas de imprensa oferecem aos cidadãos a oportunidade de questionar as autoridades governamentais por meio da mídia e permitem que as autoridades comuniquem suas mensagens ao público.

Entrevistas em foco

As autoridades governamentais devem se preparar cuidadosamente antes de qualquer entrevista, ficarem focadas durante e fazer o acompanhamento depois da entrevista.

Comunicação em situações de crise

A comunicação bem administrada em situações de crise pode preservar e mesmo melhorar a reputação e a credibilidade das autoridades governamentais, mas os comunicadores do governo precisam estar preparados antes de uma crise ocorrer.

Planejamento de eventos

As assessorias de imprensa governamentais precisam lidar com vários tipos de eventos públicos, que devem ser cuidadosamente planejados e orquestrados.

Ética: Códigos de conduta

Códigos de conduta profissionais podem ajudar a orientar porta-vozes governamentais a tomar decisões que atendam tanto às necessidades do público quanto das autoridades.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: