Skip to content

Passagem de Ônibus e manifestações afins

14/06/2013

passeata

As redes sociais estão “infestadas” de opiniões sobre as manifestações que vem ocorrendo em relação ao aumento das passagens de ônibus em São Paulo. Como é de praxe, a maioria dos comentários aparece nas cores preto e branco, entre o bem e o mal e na questão política polarizado entre PT e PSDB. Não há conversas. Há entraves, digladiações, ofensas. O certo é que isso tudo é reflexo de um descontentamento com as políticas públicas que há tempos estão engasgadas em cidadãos do bem que não aguentam mais tanta “pataquada”.

Se os protestos, sejam eles quais forem, são realizados por desempregados ou por classes são todos vagabundos. Se são feitos pela galera da classe média alta são todos filhinhos de papai que não têm o que fazer. Se protestam via redes sociais são todos preguiçosos, que acham que vão mudar o mundo fazendo ativismo de sofá. E por aí vai. O que pretendem? Acabar com a legitimação ao DIREITO, aquele da constituição?

Acho justo parar a “cidade” e protestar com criatividade e criar incômodos para ser notado pela mídia e pelo poder público. Sim, por que não? Se é só assim que nos enxergam.

Vandalismo? NUNCA.

Infelizmente, em grandes manifestações do tipo, sempre há meia dúzia de baderneiros que colocam pra fora a monstruosidade do ser humano. E a imprensa e o governo vão usar exatamente isso para desaprovar a manifestação. Uma porque mostrar o lado negro vende mais e do outro lado porque de réus passam a juízes e se livram da culpa da origem do caos.

Policiais mais preparados e estratégicos. Sim, há bons profissionais dentro na corporação.

Políticas e políticos mais estruturados e transparentes – que façam promessas alcançáveis e que realmente cuidem das questões públicas de maneira mais profissional. Menos improviso, por favor.

Imprensa muda o tom sobre as manifestações | Uma virada na cobertura | Observatório da Imprensa

 

Disseram-me no perfil do Facebook que não tem como esse assunto, na questão política, não ser polarizado. Discordo. Respondi que meu texto trazia uma visão mais ampla das manifestações. Disse que a questão deveria ser ampliada, sob o ponto de vista político e, claro, da imprensa.  E isso começou a ser feito mais ou menos. Leia “Uma virada na cobertura” aqui  – isso é um bom começo, se bem que por detrás da mudança existe o corporativismo da imprensa e a força das mídias sociais que em parte está vendo a coisa com outros olhos (não apenas os polarizados) e acaba também por forçar uma mudança do olhar da imprensa.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. João Alves permalink
    14/06/2013 9:09

    Concordo com a manifestação, apenas acredito que há necessidade de organização para fazê-la, pois, destruir o patrimônio privado (lojas, bancas, etc…) e público, não está correto.
    Quanto ao que vem ocorrendo, numa visão geral, acredito que estou vendo pela primeira vez uma manifestação que envolve o interesse de todos os cidadãos, pois não se trata apenas de uma categoria manifestando-se contra o NÃO aumento de seu salário, mas sim de um interesse geral, pois envolve todos os usuários de transporte coletivo, e, apesar de utilizar meu veículo para locomover-me, apoio totalmente a causa.
    Esse é o divisor de águas que precisávamos, quem sabe, a partir de agora, qualquer decisão insana por parte de nossos governantes seja repudiada por toda a população.
    Quando houver aumento no combustível, por que não fazer uma greve geral…Chega de sermos reféns deste sistema corrupto, onde as pessoas que escolhemos para nos representar buscam apenas o enriquecimento e favorecimento de seus familiares.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: