Skip to content

@CNepomuceno lança o e-book “50 coisas que aprendi sobre o mundo 2.0”.

06/07/2011

Recentemente questionei via twitter onde estariam os grandes pensadores do Brasil, já que gostamos tanto de citar grandes filósofos da humanidade do século passado de partes do mundo. Foi apenas uma #Provocação, que, confesso, não valeu muita coisa – as pessoas não estão preocupadas em aprofundar discussões, conversar. Bem vindo ao fast food da informação. Há um certo enfado de tanta (des)informação, mas não temos mais opinião. É a geração “T” de Testemunhar.

Guardadas as devidas proporções, disparei outro tweet afirmando que o professor @Cnepomuceno , estaria no caminho de ser um grande pensador no quesito Web 2.0. Em DM, o professor respondeu: “Marcos, valeu….tenho uma vantagem, como converso com os alunos aprendo muito com eles….isso faz a maior diferença..;)” . Achei estranho a resposta em DM, já que não poderia fazer o mesmo com ele (ele não me segue), portanto, ficou sem sentido esticar o assunto na minha Time Line, pois perderia o sentido para os seguidores.

Pois bem… há algum tempo acompanho as boas reflexões sobre comunicação, internet e, principalmente, relacionamento em redes sociais do pesquisador e professor Carlos Nepomuceno . Co-autor do livro “Conhecimento em rede”, ele fará hoje (06/07), às 19 horas, palestras via Twittcam e também sobre o lançamento de seu e-book50 coisas que aprendi sobre o mundo 2.0“, em PDF.

Nepomuceno está estudando a história das revoluções informacionais há mais de 15 anos. Ele resolveu compilar parte dessa experiência no e-book. “50 coisas que aprendi sobre o mundo 2.0“. A publicação terá, na verdade, uma síntese das idéias do pesquisador. “Falo sobre o que aprendi sobre Internet, Empresa 2.0, Governo 2.0, Encontros 2.0 e Escolas 2.0. É um resumo das minhas ideias que ajuda a quem não tem tempo para ler o blog que é muito denso, textos longos e muito cheio de conteúdo”, explica.

O e-book tem também grandes novidades para quem não acompanha o blog do Nepôsts: a ideia da nova civilização, a influência da população na Internet, o conceito que tudo que vivemos é uma grande crise produtiva, de inovação e de gestão da sociedade. E, por fim, de que entramos em uma nova civilização, mas não em uma nova humanidade, pois isso depende de movimentos que são independentes da tecnologia.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: