Skip to content

Executivos aderem as mídias sociais

20/09/2010

Um levantamento realizado pela HAYS, consultoria especializada em recrutar executivos de alta e média gerência, com 350 executivos brasileiros entre maio e julho de 2010, mostra que mais de 90% deles conhecem o termo “mídias sociais” e que 87% mantêm pelo menos uma conta ativa em algum serviço relacionado. Das redes sociais citadas, o LinkedIn aparece como líder na preferência dos candidatos da HAYS, com 65%, seguido de Orkut (52,5%), Facebook (47,5%) e Twitter (26,5%). Com relação à frequência de utilização, um em cada três pesquisados afirmou acessar o serviço diariamente, enquanto 29,5% disseram utilizar as redes sociais de uma a três vezes por semana, e apenas 12,1% dos entrevistados disseram se conectar entre três e seis vezes por semana.

“Estou presente em todas elas. Aliás, as mídias sociais são ferramentas que utilizo profissionalmente. Jornalista formado, atuei em assessoria de imprensa e, atualmente, tenho me especializado em conteúdo para as redes. Minha presença pessoal é mais forte no Twitter, no LinkedIn, no Facebook e no Orkut, respectivamente. Apesar do tempo excasso, meus blogs (Divã do Masini e Click Profissional) continuam ativos e com muitas visitas”. Marcos Masini.

A preferência dos profissionais pelo LinkedIn não chega a surpreender de acordo com Rodrigo Vianna, gerente da área de expertise Sales & Marketing da HAYS em São Paulo. “Diferentemente das demais redes sociais utilizadas para comunicação interpessoal, o LinkedIn é uma ferramenta de interação e networking”, afirma. Como as informações profissionais tendem a não se alterar na mesma velocidade que as demais comunicações, Vianna explica que a frequência de acesso às redes sociais por esse grupo de profissionais é menor, mas mais efetiva, se considerado o propósito profissional.

A sondagem da HAYS revelou ainda que quase 60% dos entrevistados recorrem às mídias sociais para identificar boas oportunidades profissionais e que 40% já aplicaram o uso para uma vaga divulgada em um destes canais. “Esse resultado sugere que o mercado de mídias sociais para fins profissionais está em ampla expansão, e que há grande potencial para a área de recrutamento no Brasil”, destaca Vianna. Mas o cenário não vai se transformar da noite para o dia. Segundo o executivo, as redes sociais acrescentam uma fonte importante de informações a respeito do candidato e podem dinamizar a aproximação. “Mas a contratação de executivos de média e alta gerência ainda depende muito do contato pessoal e do networking.”

Rodrigo Vianna chama a atenção para outro fator importante. Como a convergência das informações no meio social sugere um caminho sem volta, ele aconselha as pessoas a desvincular seus perfis profissionais dos pessoais, a pessoa física da jurídica. “As redes sociais, em particular os microblogs, são ótimas ferramentas para disseminar informações de forma rápida e pulverizada. Mas é imprescindível evitar que o universo pessoal se confunda com a atividade profissional, o que pode ser prejudicial à carreira.”

Veja detalhes da pesquisa.

Fonte: HSM Online

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: