Skip to content

A importância do Marketing Político

23/08/2010

 

Antes de qualquer definição para Marketing Político se faz necessário uma frase do publicitário francês Jacques Seguéla: “A comunicação política é como uma droga. Em doses adequadas é medicamento, em doses elevadas, um veneno fatal...” Seguéla, co-fundador da agência de comunicação RSCG em 1970 (absorvida pelo Grupo Havas em 1996), foi responsável pela da campanha de François Mitterrand, estadista e presidente francês que ficou por 14 anos na presidência da República Francesa. Foi o primeiro e (até hoje) único presidente da república oriundo do partido Socialista.

O marketing político está relacionado com a formação da imagem em longo prazo. É algo mais permanente. “… consiste em implantar técnicas de marketing político e comunicação social integrados, de forma a conquistar a aprovação e simpatia da sociedade, construindo uma imagem do candidato que seja sólida e consiga transmitir confiabilidade e segurança à população elevando o seu conceito em nível de opinião pública.” (Carlos Augusto Manhanelli

A frase de Jacques Seguéla ainda deve ser incorporada na estratégia de homens e mulheres que pretendem alcançar a política nas esferas municipal, estadual e nacional, principalmente a municipal, já que nas outras duas o aprendizado já aconteceu na prática.  Explico: fazer marketing político é diferente de marketing eleitoral. Enquanto o primeiro é de longo prazo, o segundo é de curto prazo. As estratégias e as táticas de comunicação são montadas em cima de um ambiente vivo, já existente, em andamento e não de um ambiente criado.

E é nesse sentido que muitos aspirantes a um cargo político erram. O candidato é um conteúdo dentro de um contexto de vida, principalmente na vida social. É necessário montar, mostrar, divulgar e multiplicar esse perfil antes mesmo da candidatura. Entregar santinhos nas vésperas das eleições é praticamente a última fase da campanha pré-eleitoral e eleitoral

Criar uma identidade na Internet, por exemplo, através de um bom site e participação expressiva nas mídias sociais é o primeiro passo. Claro que para isso o candidato tem que ter conteúdo relevante na sua vida pública. A presença na WEB do candidato independe de sua vontade já que as pessoas certamente estão falando sobre ele nas mídias sociais. Portanto, o melhor a fazer é manter um canal de comunicaçãoconstante e interativo.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: