Skip to content

O que se espera do professor?

12/04/2010

Vida de professor não é fácil. Seja no âmbito ginasial ou universitário. Exige-se muito deste profissional. Muitas vezes o que se dá em troca não está a altura. Mas a situação é diferente em outras profissões?

No ambiente superior os mestres precisam conduzir as mudanças em parceria com a instituição – tarefa nada fácil, pois geralmente há confronto nos interesses. A Universidade precisa de profissionais mais críticos, criativos, que participem, que sejam empreendedores. Mas será que alguém consegue afinar essas qualidades com o administrativo? Uma discussão para os educadores/leitores deste espaço.

Li numa matéria (não me lembro em qual revista) uma série de qualidades que são esperadas do atual professor.
Conhecimento atualizado do que se ensina. Parece óbvio, mas a questão não é apenas conhecer o que ensina, mas sim estar atualizado sobre o ensina. Conhecimento, aliás, sobre o mercado.

  • Boa didática e socialização. Parece clichê ou estereótipo, mas dizem que a máxima “Tem professor que sabe muito, mas não saber passar”, parece bem próxima de ser verdadeira.
  • Ser um professor multimídia. Tive conhecimento de um mestre que não quis orientar o trabalho de um aluno porque o tema proposto por ele era sobre mídias sociais.
  • Possuir alto nível de comprometimento. Este é um item que vem sendo discutido. Muita gente procura a receita deste bolo. Afinal, comprometimento é algo que deve ter mão dupla.
  • Ter titulação. Não sei se o número é ideal, mas vejo muita gente correndo atrás.
  • Ser fluente em um segundo idioma. Exigência, diga-se de passagem, de quase toda área.
  • Ser um profissional transparente com seus pares. O universo acadêmico é carregado de vaidades, assim como o do político, por exemplo. Este é um objetivo que está mais para o ser humano. O profissional é consequência.

 

“O professor disserta sobre ponto difícil do programa.
Um aluno dorme,
Cansado das canseiras desta vida.
O professor vai sacudí-lo?
Vai repreendê-lo?
Não.
O professor baixa a voz,
Com medo de acordá-lo.”

Carlos Drummond de Andrade

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. 13/04/2010 20:10

    Já dizia o professor Raimundo : Tantas exigências, mas o salário óh…

    Além disso quero ver quem consegue ficar numa jaula, ops, sala com 40 ou 50 tigres que não foram domesticados em casa .

    Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: