Skip to content

A anatomia do Big Brother Brasil

23/01/2010

Homens e mulheres de corpos sarados. Biquíni, sunga, roupas descoladas na mala. Festas regadas a muita bebida, o famoso “open bar”. Azaração e declarações de amor. Brigas. Mauricinhos e patricinhas e alguns “manés” para esquentar a diferença sócio-econômica. Corpos esculpidos – alguns, literalmente, à mostra. Barriguinhas tanquinhos e a preferencial nacional em abundância.

Essa é a anatomia dos participantes do Big Brother no mundo. E é essa a receita de um programa de sucesso, com altos investimentos, mas longe dos injetados em uma novela, por exemplo. A Globo está aí com mais uma edição do seu Big Brother Brasil. Incrível como as pessoas já assimilaram a fórmula “mágica” da audiência do programete, e como ou quais são os requisitos para entrar na famosa casa. Navegue no Google e procure imagens ou vídeos do programa e veja. De cada 10 participantes, homens ou mulheres, a maioria está sem alguma peça do vestuário. Em algumas situações, sem peça alguma.

O Big Brother desperta ódio e paixões na sociedade. As vozes dos que são contra gritam por uma programação com mais qualidade, menos apelativa e que tenha, ao menos, bons exemplos a serem seguidos. Os apaixonados dizem que o ser humano necessita de entretenimento e que o pano de fundo do programa é o estudo das relações humanas.

Você sabia que o Big Brother originou-se de um projeto científico chamado Biosfera 2, realizado no Arizona, nos Estados Unidos, em que  um grupo de cientistas viveu junto numa casa de vidro por dois anos que era completamente auto-suficiente. O objetivo era construir uma miniatura do planeta, mas o projeto fracassou.

E você, o que acha do Big Brother Brasil?

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. 19/03/2011 20:44

    O Big Brother da atualidade pode fazer parte do jogo dos chamados iluminados. Tipo de exibição que representa o antigo e a continuação do império vaidoso das famílias mais nobre do mundo antigo e da atualidade. O propósito é dividir e espalhar as familias, mas, passando para o público assistente a idéia de entretenimento, de civismo, liberdade para as pessoas mais jovens. É bom colocar que quando se fala em familias ricas existem por traz o jogo de interesses. Certamente, a empresa de TV que divulga isso também faz parte da regra.

  2. Thiago Rocioli permalink
    28/01/2011 14:44

    Concordo absolutamento com tudo, Masini. O formato do programa (que na essência não mudou) já é considerado por mim como ultrapassado desde a edição 7.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: