Skip to content

Museu Virtual da Corrupção

07/01/2010

O Jornal paulistano Diário do Comércio inaugurou no inicio do ano passado o Museu da Corrupção Online, espaço importante num momento de expansão no uso da Internet e, principalmente, para pesquisa em tempos de ano leitoral. Mas o Muco, como é conhecido pela extensão do seu endereço na internet, tem um desafio: tornar-se um espaço o mais imparcial possível, afinal, ser neutro diante de todos os escandalos políticos, desse ou daquele partido, e não sucumbir diante das pressões do poder é tarefa árdua.

O Museu foi criado a partir de um desenho básico inspirado no Museu do Louvre, em Paris pelo arquiteto mineiro Rodrigo de Araújo Moreira e da ajuda de alunos de arquitetura. O auditório e a fachada ganharam  jogo de sombras e transparências para dar destaque aos dois lados da corrupção. O conteúdo foi preenchido pelo trabalho de pesquisa da jornalista Kássia Caldeira.

No site, depois da introdução em flash, a visita é iniciada pelo saguão principal (imagem acima) onde é possível visualizar os “atrativos” do Museu. Daí pra frente é só entrar nas salas dos horrores. Em cada uma delas uma figurinha carimbada do cenário nacional e amostras dos “deslizes profissionais” de que foram acusados – alguns provados.

Há tanta coisa por debaixo do tapete que o Muco recebeu um “puxadinho” na lateral. Lá você pode conferir, por exemplo, a Linha do Tempo, um espaço de exibição e reflexão sobre os escândalos que marcaram a história do País. Começa em 1960. O pessoal da corte, ditadores, republicanos e outros patrões do país, por enquanto, ficaram de fora. Pelo visto não há museu virutal que comporte tamanho “deslize profissional”.

O tour pelo Museu termina na lojinha da “instituição”, onde o visitante encontrará lembranças como camisetas, algemas, aparelhos de escuta, malas pretas e até propinas virtuais.

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. 14/01/2010 11:30

    Interessante a ideia, embora eu ache que ainda mais importante do que conhecer os atos corruptos do passado seja denunciar os atuais. De qualquer modo, serve de alerta a todos.

    Ainda integrando tecnologia ao combate à corrupção, o Tribunal de Contas criou a rede social Da Sua Conta, feita especialmente para debates e denúncias. Por alguma razão, acredito que seria interessante conhecer e, especialmente, contribuir com ela – até mesmo utilizando o MUCO como complemento. 🙂

    Muito bom o projeto do Museu!

    • 14/01/2010 12:01

      Olá Ariane,

      A atualização do MUCO deixa a desejar, ainda. Eles precisam de colaboradores “especialistas” no assunto para mantê-lo dinâmico. Mas o espaço contempla algumas corrupções recentes também. Acredito que uma parceria entre o ótimo “Da sua Conta” (obrigado por me apresentá-lo – em breve farei um post sobre) e Muco seria um casamento perfeito para a democracia e o combate à corrupção.

      Enriquecedora a sua participação.

      PS. Dê meus mais sinceros abraços… principalmente ao Edney e ao Inagaki (com quem tenho mais contato), mas também ao Augusto e ao Mário, profissionais que respeito e que, aos poucos, começo a me relacionar.

      Abraçosssssss

  2. 12/01/2010 17:50

    Trabalho de grande valia para a sociedade. Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: