Skip to content

O futuro das Redes Sociais

14/12/2009

A Web 2.0 está aí e não é um modismo. A interatividade que as diversas mídias sociais oportunizam estão sendo exploradas, muitas vezes, até sem critério. Há os que as utilizam, por exemplo, para namorar, conhecer amigos, trocar fotos ou encontrar uma maneira criativa de ter seus minutos de fama. Mas tem muita gente que leva o assunto a sério e utiliza a rede como ferramenta poderosa de comunicação. E empresas que estão se aventurando no marketing digital.

Mas tudo está muito fresco na web 2.0. O terreno é fertil, mas arenoso. Portanto há cuidados a serem tomados para o tiro não sair pela culatra. Na falta de experiência, paciência, planejamento e na ânsia de querer dar vizibilidade positiva acaba-se em manchar a imagem pessoal ou empresarial. E tudo o que se diz na rede, fica na rede e se espalha na rede feito vírus.

Segundo o resultado de uma pesquisa realizada pelo Institute for Business Value (IBV) encomendada pela IBM daqui a quatro anos, 90% do consumo de banda larga do tráfego da Internet serão direcionados para as redes sociais. Este estudo da IBM destaca que as redes não são usadas somente para relacionamentos pessoais, mas para interação entre empresas, clientes e parceiros de negócios.

Frederico Sotero, consultor em planejamento estratégico e gestão, desenvolve redes sociais e tecnologias para internet. Ele propõe alguns cenários possíveis para o futuro das redes sociais. Confira:

1) Cenário de concentração (bilhões de usuários): o futuro pertenceria apenas a uma grande rede planetária de bilhões de usuários. E, portanto, estaríamos diante de um processo de concentração de usuários nesta grande rede social, que poderia ser o Myspace ou Facebook ou Orkut.
2) Cenário intermediário (milhões de usuários): o futuro pertenceria a algumas dezenas de redes sociais de milhões de usuários, ainda mais diversificadas que a realidade que vivenciamos atualmente. Estas redes sociais remanescentes seriam grandes redes sociais genéricas como o são atualmente o Facebook, Myspace e Orkut.
3) Cenário de descentralização (bilhões de usuários em milhões de redes): o futuro pertenceria a milhões de redes sociais de nichos (segmentadas) formadas por poucos milhares de usuários.

Com base na diversidade de aplicações disponíveis e com o constante surgimento de novas aplicações para a Web, não podemos afirmar qual dos cenários propostos acima seria a tendência e o futuro das redes sociais“. Frederico Sotero.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: